Arquivo da tag: Saude psiquica

Cidade Maravilhosa!

Hoje começa a rio +20, um momento importante… Em paralelo acontecerá o C40, que reúne os 40 prefeitos das maiores cidades do mundo.As cidades como conhecemos são as bases de um mundo insustentável. E o Kassab, prefeito da cidade de São Paulo, em que vivo vai falar de programas de taxi elétrico, hahaha, dez taxis elétricos ao custo de 200 mil cada, haahaha!

Bicis compartilhadas pelas quais a prefeitura não fez nada, apenas deixou fazer. De planejamento Urbano e reordenação urbana ele realmente não vai poder falar pois trilhou caminho oposto.

Em mim, uma angustia gigante toma forma, um sentimento de que traria muito mais ter investido todo o dinheiro que foi gasto para o evento em cisternas no nordeste brasileiro e em todas as regiões que sofrem com processos avançados de desertificação.  Em programas de plantio e CUIDADO de árvores, de apoio as famílias que vivem em áreas rurais. Meu sentimento hj é de carnaval fora de época, os pavões mostrando suas belas plumas na avenida da rio mais 20 e da C40. Pelo menos a cúpula dos povos parece que vai conseguir costurar novas alianças dos pequenos com os pequenos.

Não sei por que lembrei dessa música e fui escutar. Talvez pra lembrar da importância da simplicidade representada na bici para essa mudança tão necessária e que só pode acontecer nas entranhas de forma lenta e gradual. Sem megaeventos nem mega nadas, mas pequenos passos e pedaladas que dão prazer pelo caminho em si.

Talvez foi só pra rir um pouco e aplacar angustia desse momento MEGA que têm ali no primo pobre; “A cúpula dos povos” a real importância.

Anúncios

Conseguimos mais um ano!

Pé de pitanga

Hj sai de casa com um plano, ir ao centro da cidade, mas o calor me jogou de volta e resolvi passar por dentro da usp, visitar algumas plantas que adoro, que plantei e cuido a muitos anos. Me sentei um tempo junto desse pé de pitanga com a boa lembrança de ter visto duas crianças em seus galhos nesse ano, quando estava frutificando.

Refleti sobre o passar do tempo, sobre o fazer hj para colher no futuro, pensei em amigos,  nas lutas de que participei esse ano, na vontade de poder plantar pitangueiras e ver crianças penduradas em seus galhos. Deu vontade de agradecer que estamos perto de conseguir mais um ano, mais algumas pitangueiras plantadas, mais algumas lutas travadas que entre tropeços e quedas sempre possamos recomessar. Obrigado, e um bom ano!

De olho na estrada, de olho na vida!


O video é forte, que seja um bom fim de ano para nós!

Festa do Livro :)

Um momento esperado do ano, confirmado :)

Outra cidade é possível !!!

Fórum Social de São Paulo

 Outra cidade É possível, necessÁria e urgente! O que fazer?

Fórum Social de São Paulo reunirá mais de 60 atividades por uma outra cidade!

Após um ano de modelagem, chegam os dias do Fórum Social de São Paulo 2011. O encontro centralizado acontece nesse final de semana – dias 29 e 30 de outubro -, na Faculdade Zumbi dos Palmares, para mostrar que outra São Paulo é possível, necessária e urgente!

Sexta, 28, a partir das 18h, acontece uma celebração de abertura do Fórum no Vale do Anhangabaú, embaixo do Viaduto do Chá. Está programada para o festejo, que acontece em parceria com os jovens do Acampa Sampa, uma batucada para celebrar o primeiro Fórum Social de São Paulo.

No sábado, 29, o FSSP recebe mais de 60 atividades realizadas por movimentos, coletivos e organizações da sociedade civil, cada qual apresentando a sua visão e atuação no sentido de mudar nossa problemática São Paulo. No sábado à tarde, também, serão apresentados oito eixos temáticos para que as organizações se unam e discutam, em conjunto, temas pontuais como educação, mobilidade e moradia. As atividades são sempre abertas e todas as pessoas interessadas podem participar individualmente.

CLIQUE AQUI para acessar a tabela completa com as atividades autogestionadas do Fórum Veja também a planta do primeiro andarsegundo andar da Faculdade, onde acontecerão as atividades.

No domingo, 30, a plenária reunindo todos os participantes do Fórum terá início às 10 horas. Neste momento serão compartilhadas as experiências do dia anterior e o Fórum Social de São Paulo decidirá seus próximos passos. À tarde, haverá uma comemoração com diversos movimentos artísticos para celebrar as novas perspectivas e parcerias formadas ao longo do final de semana.

Todos os cidadãos e cidadãs da Grande São Paulo estão convidados a participar deste processo e ajudar a construir uma cidade mais justa e plural, onde os ganhos do capital não estejam acima do interesse público e onde valha a pena de fato viver.

Construir um novo mundo possível requer a construção de uma nova vida nas metrópoles, onde habita a quase totalidade das pessoas hoje. Os olhos dos indignados de várias cidades do mundo voltam-se para o sul do planeta.  São Paulo, como uma das maiores diversidades culturais do mundo, pode mostrar uma outra humanidade possível! E você pode fazer parte disso!

Fórum Social de São Paulo
Abertura: 28 de outubro (sexta-feira), 18h, Vale do Anhangabaú
Atividades: 29 e 30 de outubro (sábado e domingo), das 9h às 18h
Faculdade Zumbi dos Palmares – Av. Santos Dumont, 843 – metrô Armênia

Felipe de Lorena Infante Arenzon

Esse rapaz, possuído por um sentimento de onipotência imenso, e possuindo um imenso carro, atropelou duas pessoas, bateu em quatro carros e só foi parado por uma barreira física, no caso, outro veiculo. O motorista desse veiculo Edson Domingues, de 56 anos, morreu terça feira passada, um dia depois desse jovem delinqüente ser solto após pagar fiança. Isso foi um assassinato, esse jovem deve ser preso, mesmo que esteja “arrependido”, pois ele matou!

O que passa pela cabeça e coração de uma pessoa com tal atitude? Qual o papel da família nisso tudo? Por que o poder econômico de uma familglia pode liberar o rebento? Que culpa têm o poder publico nesses eventos?

Questões que passam pela cabeça e para as quais mesmo esboçando respostas, fica o fato que houve uma vitima, uma vitima que não tinha nada haver com a provável balada frustrada do rapaz. Triste, muito triste isso!

E lá vêm mais ruas, pontes e viadutos. Como se isso adiantasse algo pra dissolver o nó em que estamos ennovelados.

Estórias de viagem

Do céu, as cidades ao longo dos rios, o rio represado, em cima à esquerda, pra gerar energia.

Espaços livres entre os edifícios, cada um olha pra um lado, todos têm vista (e não é a da sopa do vizinho).

No aeroporto de chegada, o veiculo de limpeza, deu vontade de ser gari!

Do trem a reconfortante imagem pela janela. Outro trem, com vagão pra bicis, um transporte planejado para bem atender ao usuário, mesmo que sem o luxo/facilidade do porta a porta de um automóvel, tantas vezes tão supérfluo.

O banco da praça no caminho.

A vaga de carro ocupada pela extensão do restaurante, eles pagam um pouco a mais pra prefeitura, e têm a possibilidade de acomodar mais pessoas ali.

A simplicidade, o aconchego do espaço público. A calçada é ampliada nas esquinas, diminuindo o espaço de travessia, com a faixa de pedestres na altura da calçada fica claro de quem é a preferência. Os paraciclos perto das esquinas, a rua havia sido reformada, nunca a vi com tanta admiração.