Arquivo da tag: Arvores

Cidade Maravilhosa!

Hoje começa a rio +20, um momento importante… Em paralelo acontecerá o C40, que reúne os 40 prefeitos das maiores cidades do mundo.As cidades como conhecemos são as bases de um mundo insustentável. E o Kassab, prefeito da cidade de São Paulo, em que vivo vai falar de programas de taxi elétrico, hahaha, dez taxis elétricos ao custo de 200 mil cada, haahaha!

Bicis compartilhadas pelas quais a prefeitura não fez nada, apenas deixou fazer. De planejamento Urbano e reordenação urbana ele realmente não vai poder falar pois trilhou caminho oposto.

Em mim, uma angustia gigante toma forma, um sentimento de que traria muito mais ter investido todo o dinheiro que foi gasto para o evento em cisternas no nordeste brasileiro e em todas as regiões que sofrem com processos avançados de desertificação.  Em programas de plantio e CUIDADO de árvores, de apoio as famílias que vivem em áreas rurais. Meu sentimento hj é de carnaval fora de época, os pavões mostrando suas belas plumas na avenida da rio mais 20 e da C40. Pelo menos a cúpula dos povos parece que vai conseguir costurar novas alianças dos pequenos com os pequenos.

Não sei por que lembrei dessa música e fui escutar. Talvez pra lembrar da importância da simplicidade representada na bici para essa mudança tão necessária e que só pode acontecer nas entranhas de forma lenta e gradual. Sem megaeventos nem mega nadas, mas pequenos passos e pedaladas que dão prazer pelo caminho em si.

Talvez foi só pra rir um pouco e aplacar angustia desse momento MEGA que têm ali no primo pobre; “A cúpula dos povos” a real importância.

Anúncios

Monotrilho da Ainhanha Mello

Primeiramente gostaríamos de dizer que somos totalmente a favor de transporte coletivo! Carros são úteis quando usados com moderação.

A avenida Luís Inácio de Ainhanha Mello talvez receba um mono Trilho, os planos são esses, mas os moradores estão indignados com as obras , como nos mostra essa reportagem. Reportagem que também fala sobre o corte de 360 árvores adultas, para cada qual serão plantadas quatro mudas. Mas isso não compensa a função ecológica que essas exercem hj  me explicou o pessoal do Árvores Vivas.

Assim é a Avenida:

São quatro pistas margeadas por lojas de carros e serviços para esses. A idéia é fazer um trem suspenso, o chamado Monotrilho, ou aerotrem pra quem já viu esse filme antes. As plataformas de embarque precisam de elevadores, uma pane lá em cima têm uma logística complexa de execução.  Ele passaria por aqui:

Há uma previsão de uma ciclovia ali também num trecho de pouco mais de 10km. Pelo que se vê na imagem parte integrante da estratégia de convencimento para a implementação do monotrilho. Talvez isso tenha haver com esse dado de que metade dos paulistanos quer mais ciclovias.  Entendi que a ciclovia será cercada por carros, a 60km/h, algo assim:

Não imagino crianças pedalando ali para ir a escola, nem idosos para ir ao mercado. De quantos em quantos metros há uma passagem para a calçada? Como é essa calçada?

Pra não ficarmos no pessimismo gostaríamos de postar outra imagem,  de um trem de capacidade semelhante no chão:

Dublin – Irlanda

Na cidade de Stuttgart, Alemanha os trens de superfície são maiores, têm maior capacidade que o monotrilho e que esses bondes, quem sabe teríamos de olhar para esses ao pensar em trens de superfície para são Paulo e região metropolitana.

Uma coisa é certa, é uma ilusão pensar que essas soluções virão rapidamente. Se os paulistanos sonham com rios limpos e transporte rápido para 2040 é hora de conhecer as possibilidades, planejar, incluir as pessoas dos bairros no processo decisório e então executar os planos amplamente conversados. Só assim poderemos viver numa cidade onde o sonho não é fugir no fim de semana.

Conseguimos mais um ano!

Pé de pitanga

Hj sai de casa com um plano, ir ao centro da cidade, mas o calor me jogou de volta e resolvi passar por dentro da usp, visitar algumas plantas que adoro, que plantei e cuido a muitos anos. Me sentei um tempo junto desse pé de pitanga com a boa lembrança de ter visto duas crianças em seus galhos nesse ano, quando estava frutificando.

Refleti sobre o passar do tempo, sobre o fazer hj para colher no futuro, pensei em amigos,  nas lutas de que participei esse ano, na vontade de poder plantar pitangueiras e ver crianças penduradas em seus galhos. Deu vontade de agradecer que estamos perto de conseguir mais um ano, mais algumas pitangueiras plantadas, mais algumas lutas travadas que entre tropeços e quedas sempre possamos recomessar. Obrigado, e um bom ano!

Bicicletada e Pedal Verde

Código Florestal? Árvore de grana?

Clicando na imagem têm um manifesto que pode ser assinado por associações e instituições.

A votação do código florestal, marcada para a próxima quarta feira, mais uma vez traz a pauta o tal  “Brasil, um País de todos”. Ano que vêm sediaremos a RIO +20, vamos dizer o que? A opinião pública internacional já têm batido na questão de que não comemos etanol nem eucalipto.

O relator da nova Proposta de código florestal causou uma enorme corrida de desmatamento nos últimos meses, pois a anistia para “antigos desmatadores” interessa a muitos senhores feudais. Pessoas que têm MUITA terra, em partes estão sentados nas fileiras do congresso e senado, até processos por escravidão correm contra membros da casa.  A luta é desigual dentro das casas do povo, ali o interesse não é de um Brasil para todos. Por isso é tão importante apoiar esse abaixo assinado. A Sociedade Brasileira para o progresso da ciência elaborou um doc amplo que coloca os argumentos do quão absurda é a mudança proposta (aqui um resumo).

Hoje 80% do Brasil é urbano, mas sua vocação é agrícola, as pessoas poderiam viver em vilas urbanizadas perto de suas roças. Unindo uma boa escola, posto de saúde, um cinema ou teatro, uma agroindústria a vida da comunidade agrícola. Gerando renda e qualidade de vida, modelo muito seguido na Europa. Não esse amontoado de gente morando um em cima do outro nas grandes cidades, disputando cada m² das ruas a tapa.   O Washington Novaes têm aqui um texto bonito sobre isso.

Em suma, muitas vezes sonhamos com o dinheiro dando em árvores, ou de árvores, sem entender muito desse frágil equilíbrio que mantém nosso clima e faz com que a comida se torne possível, essa sim que vêm da árvore e da terra. Terra maltrada com uso excessivo de agrotóxicos, já são mais de cinco litros por Brasileiro todo ano. E em áreas urbanas como fica o código?

Plantando e cuidando o dinheiro pode até vir de árvores, de florestas, mas é preciso muita criatividade e conhecimento, sonhar com um pé de dólares é coisa pra artista, e vê no que dá? A maioria das pessoas nem acredita quando vêem um.

Pedal Verde

Passeio Verde

Falamos um pouco sobre as decepções políticas, elas são como as decepções amorosas, precisam ser deixadas de lado para aproveitarmos o bom que sempre surge.

Esse passeio possibilita conhecer o entorno do SESC Santana. Saber quais árvores têm ali, quais suas características e  seus nomes. Isso é um importante passo para passar a gostar delas. Normalmente desse ponto não há volta, as pessoas em geral não se tornam especialistas, como o pessoal do Árvores Vivas. Mas certamente aquelas árvores que passa a conhecer, não passam mais desapercebidas, e merecem sempre a elevação de um pensamento bom quando as vemos.

Nos alegram o dia com suas flores, nos fazem sentir criança ao pararmos na calçada para colher um de seus frutos. Enfim, um passeio verde vale muito, ainda mais em companhia destas pessoas que amam e se dedicam a estes seres.