Ode aos bondes

Composições com mais de 40 anos convivem com as modernas, lado a lado. Na foto três gerações em Graz.

Por que Bondes são vistos como velharias ineficientes? Em Hamburgo havia muitos, construíram linhas de metros, mais modernas…., :( modernas?Gastaram o olho da cara, isso sim. Escondidos debaixo da terra, têm que ter escada rolante, elevador… e ficam longe de ruas e pessoas. Esse vídeo abaixo foi feito por um movimento pró bondes da cidade.

O sentimento de andar de bonde é incrível, além do conforto, pois não chacoalham como ônibus, integram usuário e sua cidade. Idosos, cadeirantes e mães com carrinhos entram e saem com facilidade no nível da calçada.  Pra quem nunca andou segue um video bacana:

As áreas por onde passa podem ser permeáveis, um bairro planejado que têm esse meio de transporte como eixo central pode ser assim:

Ó Bonde que te quero!

Corredores verdes na cidade, coisa boa, pra qualquer idade!

Vovó e Vovô entram facinho, entram você, e seu vizinho.

Põe esse aerotrem, esse monotrilho, no chão. Desenterra a cabeça, e pare de pensar na contramão. A copa tá ai, e o bonde do tempo, parte todo dia, mas é só pra gente decidida.

Não é problema de dinheiro, é a vontade de viver numa cidade por inteiro.

É questão de prioridade, e principalmente… de felicidade.

Pras cidades há sim solução, e nem precisa de tanta complicação.

Convivência com pedestres e ciclistas em suas pistas. A Sto. Amaro, nove de julho e rebouças iam ficar lindas assim. Junto com um pé florido de Ipê, ia dar gosto de viver!

Anúncios

3 Respostas para “Ode aos bondes

  1. Haaaa. Não tinha lido a legenda na última foto quanto comentei no facebook. Transmimento de pensação! Imagine como facilitaria o uso da bicicleta podendo integrar com os bondes por toda a cidade… Você pedala 2 ou 3 quarteirões e pega o bonde, desce, pedala mais 2 ou 3 quarteirões e está no destino, se quiser pedala mais, se está cansado, integra.
    Daqui quantos anos?
    Ps: Gostei das rimas.

  2. Viva os Bondes!
    Teve um programa legal, de Cidades e Soluções, mostrando Paris e o Sertão do Cariri.
    http://blogdosinfratores.blogspot.com/2010/11/vlt-livra-cidades-francesas-do-colapso.html

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s