Giro eterno

Audrey Letellier; "Girar Eterno"

Ela diz se referir ao movimento da reciclagem, que permite um continuum interminável para o uso dos materiais. Também diz que a bicicleta é para os meios de transporte esse girar eterno. E que nas duas coisas é preciso que aja uma constante ação das pessoas.

A localização da escultura, ao lado do rio, também pode nos trazer a  reflexão sobre a importância da conservação das águas. De como esse recurso que embora renovável, precisa muito de nossa ação positiva para que esteja presente sempre nas quantidades que precisamos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s