Cálculos

Pensei durante o dia no valor 10 milhões de reais, 10.000.000… dividi esses pelos 14 mil metros e deu mais de 714,28 dinheiros por metro. Muitos dinheiros para o metro de ciclovia, demais para minha cabeça.

Quanto sinalizaríamos de vias se apenas pintássemos faixas simples à direita das ruas com este mesmo valor? 50 por metro, 100? Com 100 por metro dá 100 km’s de faixas.

Faltam verbas em inúmeras áreas, para dizer o básico em saúde e educação. Ai não há fim para dinheiro, o que entrar pode ser bem gasto. Um exemplo para se pensar; uma viagem bem elaborada para estudar a mata atlântica quanto não gasta para uma classe?  Se gastaria muito para todos os alunos da rede pública toda, e seria dinheiro muito bem aplicado. Mas não há esse.

O que é arrecadado por impostos é um dinheiro precioso, escasso e precisa ser investido de forma a trazer o máximo de benefícios. Diz um professor que “Na vida pública não podemos fazer o mesmo que na privada!“.

Pensei na peça publicitária que segue. Uma situação irreal onde o ciclista pedala por campos de flores num belo dia de sol, diga-se de passagem, em uma ciclovia inacabada. Como o ciclista Walter foi até lá? E onde vai descer do metro, qual será a situação?

Onde gastaram tanto dinheiro? Afinal os acessos já estavam prontos, a pista também. Pintaram e colocaram grades, precisava ser tão caro?

Anúncios

Uma resposta para “Cálculos

  1. Caramba Matias!

    Sempre atento, né? Espalhei seu post pra vários amigos que vieram me congratular pela ciclovia.

    Abração!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s